De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Filme: Vida Cigana

Perhan é um jovem que mora com a avó na periferia de Sarajevo e sonha se casar com Azra. Para isso, é convencido por Ahmed a ir para a Itália, a troco de uma promessa de fortuna rápida. A viagem revela-se uma armadilha, onde Perhan descobre que o “emprego”, na verdade, tem a ver com o tráfico de crianças.

Ao som da inebriante música de Goran Bregovic, Kusturica une realismo social e uma imaginação sem limites parar criar um universo insólito e poético, que remete ao cinema de Federico Fellini e ao realismo mágico da literatura de Gabriel García Márquez. Sem dúvida, um dos melhores filmes dos anos 80.

Obra máxima do consagrado Emir Kusturica (“Underground – Mentiras de Guerra”) que recebeu o prêmio de melhor direção no Festival de Cannes. Esta Edição Especial apresenta o filme em versão restaurada e quase uma hora de vídeos extras, incluindo documentários e o final alternativo.

Fonte: http://www.dvdversatil.com.br/vida-cigana/  


Vida Cigana

Tive a oportunidade de adquirir esse filme recentemente e confesso que fiquei sem palavras para descrevê-lo. Busquei pela sinopse afim de não errar nenhum detalhe.
Mas essa falta de descrição não é pelo surpreendente e nem pela surpresa e sim por imaginar o que esse povo já viveu e ainda vivem por aí... a discriminação, o descaso, a ignorância... Mas sem nunca esquecer a alegria e vontade de viver. 
A história é uma ficção, porém alguns dos atores principais são ciganos e ciganos da região onde o filme foi gravado, ou seja, é uma mistura de ficção com realidade. 
A riqueza da cultura é incrível. Perfeito para quem estuda a cultura desses povos em cada canto do mundo. História triste, que peca pela ausência de punições, mas vale a pena conferir.

Com esse friozinho, prepare um chá com pipoca e bom filme! 


Share |

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Flores de Lis... prá você!