De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Oração à Lua

Oh Lua, tocai minha face,
Não permitas que eu vague pelas trevas.
Mãe, protege-me dos ventos ignorantes,
Poupa-me da chacota e dos grilhões.
Envolve-me em teu pálido manto,
Não deixes que os tentáculos da inveja me segurem.
Expulsa os lamentos aterrorizantes,
Guia-me pelo Caminho Iluminado,
Guarda meu espírito das agonias vindouras,
Protege-me da foice inquisitiva.
Abriga-me sob teus raios fulgurantes,
Esconjura a raíz da perfídia,
Acolhe meu coração turbulento.
Oh Lua!
Dá-me tua Benção infinita,
Recolhe-me para a Eternidade da Tua Glória!
Que assim seja.
(Autor desconhecido)
Share |

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Flores de Lis... prá você!