De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

terça-feira, 28 de junho de 2011

Qual Cigano (a) você gostaria de ser? Ciganos da imaginação...

No mundo real, espiritual, e lendário... existem diversos ciganos, cada um com suas histórias, belas e formosas.

Há ainda, aquele cigano mágico, da imaginação, do sub consciente, de uma vida passada e esquecida. Deixo aqui uma brincadeira, qual cigano(a) você foi, é, ou gostaria de ser e por quê?


"Eu gostaria de ser a cigana do Sol, para viver nos campos, emanar o calor, aquecer os corações frios, irradiar luz na escuridão. Bailar entre as flores, em rodopios sem fim."


E você?
Share |

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Bloqueios...

"Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto; procure as janelas. Lembre-se da água: ela nunca discute com seus obstáculos, apenas os contorna. Portanto, quando alguém lhe ofender ou frustrar, contorne-o sem discutir."

(Autor desconhecido)
Share |

sábado, 25 de junho de 2011

Magia Cigana para ter Paz no trabalho

No mundo corporativo vivemos a um passo da inveja, da fofoca, das intrigas e indisposições. A disputa pelo lugar de destaque soa mais alto que a simplicidade. A concorrência pelo nada. E para amenizar os sentimentos de inveja e desentendimentos, trago algumas dicas ciganas.

1) Todos os dias, ao chegar no trabalho, entre com o pé direito dizendo: "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo: Deus salve meu ajo da guarda e todos os meus protetores. Que o dia seja de paz. Eu entro e saio protegido com o manto da Virgem Maria. Amém!"

2) Coloque uma rosa branca e sem espinhos sobre a mesa de trabalho, renovando-a sempre.

3) E se preferir, escreva em um papel, todos os nomes das pessoas que trabalham com você. Coloque o papel em um frasco com tampa, cubra com mel e pétalas de rosas brancas. Tampe bem e guarde o frasco em local seguro, que ninguem possa vê-lo. Deixe o tempo necessário para que as pessoas adocem os corações. Mas se precisar, repita o ritual.


Boa sorte!

(Fonte: trecho do livro Ciganos os filhos Mágicos da Natureza)
Share |

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Saber esperar




Saber esperar é simplesmente dar tempo ao tempo; investir no tempo e não corromper o tempo, esperando que ele faça a sua parte. Pela inércia prolongada, nossa mente estagnou no tempo e no espaço, tornando-nos seres desatualizados e omissos.
O saber esperar é ter paciência com tudo e com todos, sem jamais parar. Nossos novos movimentos vão trazendo novas amizades, novos caminhos vão se abrindo, nossa perspectiva de vida se amplia e encontramos soluções jamais imaginadas. O tempo é necessário para o amadurecimento das nossas atitudes e os resultados serão novos pontos de partida para o nosso crescimento, que é infinito.
É infalível. Os resultados positivos do “saber esperar”:
- desenvolve a continuidade: tudo terá começo, meio e fim;
- desenvolve a serenidade;
- expande os sentidos e a consciência;
- torna a vida mais produtiva.
Saber esperar será a virtude primeira no homem do futuro.

(Texto de Paulo Zabeu no livro "Cinco regras para vencer seus limites")
Share |

domingo, 19 de junho de 2011

Visita Além da Rua... Atelier

Visitar é bom demais! Há uns 15 dias, fui visitar um blog vizinho, o Além da Rua Atelier, mas fui visitar de verdade, pessoalmente... e confesso que fiquei encantada! Adoro a mistura de cores com ousadia... e a Verô, a grande diva desse espaço, é assim, ousada, alegre, uma pessoa rara, de coração puro e uma alegria contagiante! (Além da Rua Atelier)

Minha visita foi rápida, afinal ela estava trabalhando... Mas conversamos, conheci as preciosidades que ela produz e ganhei presente! Um lindo vaso rosa e amarelo, que eu adorei! (Ainda não fotografei...) E como também adoro presentear, levei um mimo de cada um dos meus blogs, uma marmitinha de trufas do Arte em Chocolates e um kit cigano, com leque e lenço de moedas, aqui do Flores de Lis Ciganas, para que ela se inspire ainda mais nesse mundo de cores e magia.


(Presentes)

A Verô produz peças em mosaico, pátina, restaurações, telas e ministra diversos cursos. Para conhecer mais, clique aqui. É... o mundo virtual é assim, surpreendente, capaz de proporcionar lindas amizades!

(Fotos: http://www.alémdaruaatelieratelier.com.br/)
Share |

Vem dançar...

Vem dançar
No remoinho da espiral
Dentro da pureza
Cristalina
Da nossa Tradição
É aqui o teu lugar
Nós viajamos sem cessar
Mas à nossa estrela sempre
Regressamos

(Autor:Baxtalo Rodzendano)
Share |

domingo, 12 de junho de 2011

Feliz dia dos Namorados

Para o dia de hoje e para todos os outros dias do ano, desejo que os corações apaixonados sejam tomados de alegria, paz e respeito. Que a cada dia o sentimento de amor mais puro e leal esteja em primeiro lugar na vida de cada um, de cada cigano, de cada gadjô, de cada ser que tenha um coração pulsante e cheio de vontade de viver!

Ame, mas nunca esqueça também de amar a si mesmo antes de tudo. Lembre-se que amando a si mesmo, você será capaz de conquistar o mundo.

O amor constrói, mas também distrói... Seja digno desse sentimento, construa! Respeite! Viva!
Diante de tantas notícias de violências que recebemos todos os dias, vamos nos unir dentro do sentimento mais valioso que Deus nos deixou, o amor!


Digam: "eu te amo" todos os dias!


Feliz dia dos Namorados!
Share |

sábado, 11 de junho de 2011

Apenas uma frase

"Ser cigano é saber seduzir, sem se seduzir pela própria sedução."

(Autor desconhecido)
Share |

terça-feira, 7 de junho de 2011

Oração a Sara Kali

Oração inspirada pela Cigana Isabelita – Canalizada por Solange Ruiz.

Tu Sara Kali que estás no céu, olhem para nós teus filhos que estamos aqui na terra.
Nos cubra com sua misericórdia e amor.
Que o seu manto nos envolva a todos neste momento, tirando de nós todas as tristezas, as doenças, as invejas, as mágoas.
Tu que sofreste em vida, sabe o que cada um de nós está passando, nos dê força para superarmos todas as provações e as dificuldades, que envolvidos por seu amor, sairemos ilesos de tudo isto.
Tu minha mãe Sara nos conceda, saúde, felicidade, harmonia, prosperidade, amor, fé e paz de espírito.
Segure em minha mão, e como uma mãe bondosa que olha para uma criança, nos leve para os caminhos que devemos trilhar e nunca nos deixe cair, nos caminhos que nos levará para longe de ti.
Santa Sara, que eu seja digno do seu amor e de sua proteção, abençoe minha vida, a de minha família, a de meus amigos e de meus inimigos, para que assim ele possa se distanciar de mim, e não mais me direcionar nenhum mal.
Permita que eu beije suas mãos e o seu coração, que eu seja seu filho abençoado para todo o sempre.
Amém!
(Fonte: livro "OS CLÃS CIGANOS DE LUZ DO ASTRAL" de Marcelo e Solange Ruiz)
Share |

segunda-feira, 6 de junho de 2011

A Harpa Mágica

Para refletir...

Em um venerado mosteiro conservava-se uma harpa mágica, da qual, segundo os antigos oráculos, brotaria uma melodia maravilhosa no dia em que fosse dedilhada por um artista capaz de tocá-la devidamente.
Atraídos pelo oráculo e com a esperança de se tornar famosos, muitos iam ao santuário, garantiam que eram grandes harpistas e pediam para que lhes deixassem tentar tocar a harpa mágica.
Mas todos fracassavam, do instrumento só saiam os mais desagradáveis ruídos.
Tanto os monges que viviam no mosteiro como todo o povo do lugar já haviam perdido as esperanças de que pudesse aparecer alguém
capaz de tocar aquele instrumento misterioso quando, um dia, apresentou-se ali um humilde homem.
Era um desconhecido e ninguém imaginava que chegaria a conseguir aquilo que tantos músicos célebres haviam fracassado.
Quando o homem começou a dedilhar o instrumento com delicadeza, como se estivesse acariciando as cordas com os dedos, tinha-se asensação de que a harpa e o harpista haviam sido fundidos em um único ser.
Durante bastante tempo, que a todos lhes pareceu como um segundo, ouviram uma melodia com a qual sequer poderiam ter sonhado.
Por fim, o homem acabou de tocar e devolveu com grande reverência a harpa aos monges,
estes maravilhados, perguntaram-lhe como conseguira tocar aquela música com um instrumento do qual os mais famosos músicos
não haviam sido capazes de tirar sequer uma nota afinada.
Então o homem respondeu com grande humildade:
todos os que me precederam na tentativa
chegaram com o propósito de usar a harpa para se envaidecer.
Eu, apenas me submeti inteiramente a ela e emprestei-lhe meus dedos, para que não fosse eu a lhe impor minha música, mas que ela pudesse cantar tudo o que leva dentro de si.
Então, a madeira da harpa, que havia sido uma árvore centenária vibrou para cantar o ritmo do sol e da lua, os resplendores da aurora e do ocaso, a força do vento, o rumor da chuva, o silêncio das nevadas, o calor do verão e o frio do inverno, a ilusão de tantas primaveras e a tristeza do outono; em suma a história da própria natureza.
É um instrumento maravilhoso que não pode ser tocado por aqueles que estão cheios de si mesmos, é preciso esvaziar-se diante da harpa para deixar que ela mesma toque a sua melodia.
Às vezes em nossas vidas também precisamos esvaziar nossa mente e nossas atitudes e deixar que ela tome seu rumo, conforme a vontade de Deus...


(Autor desconhecido)
Share |

domingo, 5 de junho de 2011

A Influência da Cultura Cigana no Rock

Encontrei esse texto sobre a cultura cigana e o rock e achei bem interessante...

O rock é um dos gêneros musicais mais apreciados no mundo. Ele surgiu, nos Estados Unidos, com a mistura do blues dos escravos negros, do country regional e da música cigana. Muitas pessoas pensam que o rock só surgiu no final dos anos quarenta e no começo dos anos cinqüenta. Mas, a verdade, é que no século dezenove os primeiros acordes deste gênero musical já faziam as suas primeiras experiências nas senzalas e nas periferias.
A cultura cigana influenciou bastante no rock, começando pelos instrumentos: violão espanhol, castanholas, pandeiros ao estilo medieval, violinos artesanais e vozes cheias de refrão. No século dezenove, ao passarem pelos Estados Unidos, muitos ciganos se misturaram com outras etnias, como: escravos negros e agricultores brancos. Então estes seus instrumentos se uniram aos tambores de religiões africanas e aos banjos junto com as gaitas dos brancos. Assim, pouco a pouco nascia o rock.
Na dança, o balé cigano inspirou coreografias do twist, dança contemporânea e do jazz de raiz. Todos eles com movimentos que foram incorporados ao rock de uma maneira harmônica.
Mesmo existindo nas periferias, o rock só explodiu no final da Segunda Guerra Mundial. Como após uma grande revolução, o mundo precisava se reerguer através de uma cultura repleta de atitude, o rock viu uma grande oportunidade para tomar este espaço e ser conhecido mundialmente.
A cultura cigana também influenciou a moda pós-guerra, pois as mantilhas, lenços longos e os vestidos rodados, com estampas de bolinhas e flores foram inspirados nas ciganas da Espanha.
Muitos historiadores afirmam que Elvis Presley era descendente de ciganos, Jimi Hendrix era uma mistura de negros com ciganos e que alguns integrantes da banda The Doors, Incluindo Jim Morrison, ficaram hospedados por dias num acampamento cigano e após esta experiência eles criaram a música: Spanish Carnival.
No final dos anos sessenta Carlos Santana, um guitarrista mexicano descendente de ciganos, deu um ar latino ao rock incorporando sons que lembravam os ciganos de Andaluzia em sua guitarra.
Em meados dos anos setenta, músicos descendentes de ciganos se reuniram para tocar e regravaram canções do rock com ritmos ciganos ao fundo, onde sons de sapatos de flamenco e castanholas eram muito usados. Assim surgiu a banda chamada Santa Esmeralda, uma das mais tocadas nas discotecas da época.
No começo dos anos noventa, Gipsy Kings, outra banda de descentes de ciganos, explodiu mundialmente. Este grupo deu uma cara nova para as canções dos folclores espanhol e cigano misturando toda esta tradição com rock.
Através deste texto podemos concluir que a cultura cigana influenciou muito na construção do rock.
(Texto de: Luciana do Rocio Mallon)
Share |

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Festa: A volta ao mundo com a dança Cigana



Dia: 12/06/2011 - 17:00h


Localização : Rua João Damasceno, 85 - Jd Casa Blanca - São Paulo - SP
Contato : 011 - 5519 5214
Banda Guardiões da Noite do Oriente


Participem!
Share |

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A Cripta de Santa Sara

Santa Sara foi canonizada em 1712. Não se conhece a razão exata que levou os ciganos a elegê-la sua padroeira, mas foi ela quem os converteu ao cristianismo. Existem muitas lendas a seu respeito e uma delas diz que seus restos mortais foram encontrados por um reio em 1448, e depositador na cripta da igrja de Sainte Michel, em Sainte Marie de La Mar, na França. No local, ciganos de todas partes do mundo se reunem anualmente nos dias 24 e 25 de maio, para cultuá-la. (Imagem de Sta Sara dentro da Cripta)(Interior da igreja de Sainte Michel, na França)


(Igreja de Sainte Michel)


(Igreja de Sainte Michel)


Faça um tour na Cripta de Sta Sara, clique aqui.

Aprecie!

Share |