De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Os Filhos do Vento

"Eles se movem como o sol e a lua. São nômades. Ou, antes, são como as ondas, estão em toda a parte. Chegam e partem rápido. Parecem o vento. Num momento estão aqui, no outro, sumiram. Numa lufada, deixam traços indeléveis de sua passagem no eco de sua música, no relinchar de seus cavalos, no sorriso alegre de suas mulheres. Não, não são o vento, são os filhos do vento!"

(O texto acima faz parte de um poema escrito na Pérsia, 200 a 400 anos antes de Cristo. Um povo é chamado de "filhos do vento" e a ele se refere o autor anônimo como "o povo que veio do rio", numa alusão ao rio Sind, no norte da Índia, na região de Gujarat).
Share |

Um comentário:

Obrigada pela visita! Flores de Lis... prá você!