De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

De Fadas, Feiticeiras, Ciganas é o sangue que me nutre...

domingo, 5 de junho de 2011

A Influência da Cultura Cigana no Rock

Encontrei esse texto sobre a cultura cigana e o rock e achei bem interessante...

O rock é um dos gêneros musicais mais apreciados no mundo. Ele surgiu, nos Estados Unidos, com a mistura do blues dos escravos negros, do country regional e da música cigana. Muitas pessoas pensam que o rock só surgiu no final dos anos quarenta e no começo dos anos cinqüenta. Mas, a verdade, é que no século dezenove os primeiros acordes deste gênero musical já faziam as suas primeiras experiências nas senzalas e nas periferias.
A cultura cigana influenciou bastante no rock, começando pelos instrumentos: violão espanhol, castanholas, pandeiros ao estilo medieval, violinos artesanais e vozes cheias de refrão. No século dezenove, ao passarem pelos Estados Unidos, muitos ciganos se misturaram com outras etnias, como: escravos negros e agricultores brancos. Então estes seus instrumentos se uniram aos tambores de religiões africanas e aos banjos junto com as gaitas dos brancos. Assim, pouco a pouco nascia o rock.
Na dança, o balé cigano inspirou coreografias do twist, dança contemporânea e do jazz de raiz. Todos eles com movimentos que foram incorporados ao rock de uma maneira harmônica.
Mesmo existindo nas periferias, o rock só explodiu no final da Segunda Guerra Mundial. Como após uma grande revolução, o mundo precisava se reerguer através de uma cultura repleta de atitude, o rock viu uma grande oportunidade para tomar este espaço e ser conhecido mundialmente.
A cultura cigana também influenciou a moda pós-guerra, pois as mantilhas, lenços longos e os vestidos rodados, com estampas de bolinhas e flores foram inspirados nas ciganas da Espanha.
Muitos historiadores afirmam que Elvis Presley era descendente de ciganos, Jimi Hendrix era uma mistura de negros com ciganos e que alguns integrantes da banda The Doors, Incluindo Jim Morrison, ficaram hospedados por dias num acampamento cigano e após esta experiência eles criaram a música: Spanish Carnival.
No final dos anos sessenta Carlos Santana, um guitarrista mexicano descendente de ciganos, deu um ar latino ao rock incorporando sons que lembravam os ciganos de Andaluzia em sua guitarra.
Em meados dos anos setenta, músicos descendentes de ciganos se reuniram para tocar e regravaram canções do rock com ritmos ciganos ao fundo, onde sons de sapatos de flamenco e castanholas eram muito usados. Assim surgiu a banda chamada Santa Esmeralda, uma das mais tocadas nas discotecas da época.
No começo dos anos noventa, Gipsy Kings, outra banda de descentes de ciganos, explodiu mundialmente. Este grupo deu uma cara nova para as canções dos folclores espanhol e cigano misturando toda esta tradição com rock.
Através deste texto podemos concluir que a cultura cigana influenciou muito na construção do rock.
(Texto de: Luciana do Rocio Mallon)
Share |

Um comentário:

Obrigada pela visita! Flores de Lis... prá você!